Rádio Junqueiro Web – Mix de músicas para seu dia.

menu x
menu x

NOTÍCIAS

Hidroxicloroquina em pacientes leves pode prevenir internação, diz estudo

Estudo realizado pela Prevent Senior mostrou que o uso da combinação de hidroxicloroquina com azitromicina em pacientes com sintomas leves de infecção por coronavírus reduziu em 2,8 vezes o risco de internações. A pesquisa, publicada nesta sexta-feira 17 na medRxiv, plataforma online que recebe artigos médicos antes de serem revisados e publicados em grandes periódicos científicos, avaliou 636 pacientes com idade média de 62,5 anos.

“Nosso estudo mostrou que o uso empírico e consentido desses medicamentos em pacientes de alto risco, no início dos sintomas pode ser benéfico, seguro e reduzir a necessidade de internação, que é o principal problema da Covid-19”.  disse à VEJA o cardiologista Rodrigo Barbosa Esper, líder do estudo.

É justamente essa característica – a suspeita de infecção por coronavírus – que dá à proposta de tratamento dos pesquisadores o nome “empírico”. De acordo com Esper, um tratamento empírico é utilizado quando o tratamento é iniciado antes do diagnóstico comprovado da doença e é usado no tratamento de infecção bacteriana, por exemplo, quando não se sabe exatamente qual bactéria causou aquela infecção.

“Esse estudo só tem sentido em uma situação de epidemia como a que estamos vivendo. Nesse caso, parte-se do princípio que a maioria das infecções causadas naquela região ou cidade é causada por coronavírus”, explicou o pesquisador.

PUBLICIDADE